Federação  Cearense  de  BasketbalL

CBB, antes das decisões, deve ouvir as Federações evitando intromissão indevida em suas autonomias

Fortaleza, 29 de janeiro de 2018

NOTA OFICIAL No 027/2018

Interpretações Oficiais das Regras Oficiais de Basquetebol

ART. 36  FALTA TÉCNICA

36.1 Determinação

        A advertência de um oficial é dada a um jogador por uma ação ou comportamento que, se repetido, poderá levar a uma falta técnica. Esta advertência também deverá ser comunicada ao técnico desta equipe e se aplicará a qualquer membro desta equipe por quaisquer ações similares pelo restante da partida. A advertência de um oficial deverá ser feita somente quando a bola estiver morta e o cronômetro de jogo parado.

         36.2   Exemplo

         Um membro da equipe A recebe uma advertência por:

         (a)   Interferir em uma reposição.

         (b)   Seu comportamento.

(c) Qualquer outra ação que, se repetida, poderá ser penalizado com uma falta técnica.

                        INTERPRETAÇÃO

       A advertência deverá ser comunicada também ao técnico da equipe A e se aplicará a todos os membros da equipe A por ações similares, pelo restante da partida.

36.3 Determinação

         Enquanto um jogador está em ato de arremesso, não é permitido aos adversários desconcentrar o jogador por ações como agitar a(s) mão(s) para obstruir o campo de visão do arremessador, gritar, pisar com força no piso ou bater palmas próximo ao arremessador. Se o arremessador tiver desvantagem pela ação, tais ações podem resultar em uma falta técnica ou uma advertência deverá ser aplicada se o arremessador não for colocado em desvantagem.

         36.4   Exemplo

         A1 está em ato de arremesso para uma cesta de campo quando B1 tenta distrair A1 por gritar ou pisar com força no piso. O arremesso para a cesta de campo é:

         (a)  Convertido.

         (b)  Não convertido.

                          INTERPRETAÇÃO

     (a) Deverá ser aplicada uma advertência em B1, que deverá também ser comunicada ao técnico da equipe B. Se a equipe B já tiver sido advertida por comportamento semelhante, então deverá ser sancionada uma falta técnica contra B1.

         (b) B1 deverá ser penalizado com uma falta técnica.

36.5 Determinação

       Se os oficiais descobrem que mais de 5 jogadores, de uma mesma equipe, estão participando na quadra de jogo simultaneamente, o erro deverá ser corrigido o mais rápido possível, sem colocar os adversários em desvantagem.

Deve-se ter em mente que os oficiais e os oficiais de mesa estão fazendo seu trabalho corretamente e um jogador deve ter voltado a jogar ou permanecido na quadra de jogo ilegalmente. Os oficiais devem, portanto, solicitar que esse jogador deixe a quadra de jogo imediatamente, e sancionar uma falta técnica contra o técnico dessa equipe, registrada como “B”. O técnico é responsável por garantir que a substituição seja aplicada corretamente e aquele jogador que foi substituído deixe a quadra de jogo imediatamente após a substituição.

        36.6   Exemplo

         Enquanto a partida está sendo jogada, é descoberto que a equipe A tem mais de 5 jogadores na quadra de jogo.

  (a)  No momento da descoberta, a equipe B (com 5 jogadores) está com o controle de bola.

  (b)  No momento da descoberta, a equipe A (com mais de 5 jogadores) está com o controle de bola.

                         INTERPRETAÇÃO

 (a)  A partida será interrompida imediatamente, a menos que a equipe B seja colocada em desvantagem.

       (b)   A partida será interrompida imediatamente.

        Em ambos os casos, o jogador que voltou a jogar (ou permaneceu) na partida ilegalmente, deverá ser retirado da partida e uma falta técnica deverá ser marcada contra o técnico da equipe A, registrada como “B”.

36.7 Determinação

       Após descobrir que uma equipe está participando com mais que 5 jogadores, foi também descoberto que pontos foram marcados ou faltas foram cometidas pelo jogador desta equipe, enquanto participava ilegalmente. Todos os pontos permanecerão válidos e qualquer falta cometida por (ou contra) aquele jogador deverá ser considerada como falta de jogador.

        36.8   Exemplo

         Os oficiais descobrem que A2 é um dos 6 jogadores da equipe A na quadra de jogo e interrompem a partida após:

         (a) A2 cometer uma falta de ataque.

         (b) A2 converter uma cesta de campo.

       (c)  B2 cometer falta em A2 durante seu arremesso para uma cesta de campo não convertido.

                          INTERPRETAÇÃO

         (a) A falta de A2 é uma falta de jogador.

         (b) A cesta de campo de A2 contará.

  (c)  Qualquer jogador da equipe A na quadra de jogo, no momento que a falta foi sancionada, deverá tentar os lances livres conforme designado por seu técnico.

36.9 Determinação

        Após ter sido notificado de não ter mais direito a participar devido à 5ª falta, o jogador volta a entrar na partida. A participação ilegal deverá ser penalizada imediatamente assim que descoberta, sem colocar os adversários em desvantagem.

         36.10   Exemplo

         Após cometer a 5 ª falta, B1 é notificado que não tem mais direito de jogar. Mais tarde, B1 volta a entrar na partida como substituto. A participação ilegal de B1 é descoberta antes:

                       (a) Da bola tornar-se viva para o reinício da partida.

                           Ou após:

        (b) A bola torna-se viva novamente, enquanto a equipe A está com o controle de bola.

        (c) A bola torna-se viva novamente, enquanto a equipe B está com o controle de bola.

       (d) A bola torna-se morta novamente, depois que B1 voltou a entrar na partida.

                           INTERPRETAÇÃO

        (a) B1 será retirado da partida imediatamente.

    (b) A partida deverá ser interrompida imediatamente, a menos que a equipe A seja colocada em desvantagem. B1 deverá ser retirado da partida.

        (c) A partida será interrompida imediatamente. B1 será retirado da partida.

        (d) A partida será interrompida imediatamente. B1 será retirado da partida.

         Em todos os casos, uma falta técnica deverá ser sancionada contra o técnico da equipe B, registrada como “B”.

36.11 Determinação

        Após ter sido notificado de não ter mais direito de jogar devido à 5ª falta, um jogador volta a entrar na partida e marca uma cesta de campo ou comete uma falta ou sofre uma falta de um adversário antes da participação ilegal ser descoberta.

          36.12   Exemplo

       Após cometer a 5ª falta, B1 é notificado de não ter mais direito de jogar. Mais tarde, B1 volta a entrar na partida como um substituto. A participação ilegal de B1 é descoberta após:

        (a)  B1 marcar uma cesta de campo.

        (b)  B1 cometer uma falta.

         (c)  B1 sofrer uma falta de A1 quando está driblando (5 ª falta de equipe).

                              INTERPRETAÇÃO

         (a)  A cesta de B1 contará.

     (b) A falta de B1 é uma falta de jogador e deverá ser registrada na súmula de jogo no espaço à frente de sua 5 ª falta.

          c)  Os 2 lances livres concedidos para B1, deverão ser tentados pelo seu substituto.

          Em todos os casos, uma falta técnica deverá ser sancionada contra o técnico da equipe B, registrada como “B”.

36.13 Determinação

        Após não ter sido notificado de não ter mais direito de jogar devido à 5ª falta, um jogador permanece ou volta a entrar na partida. Este jogador deverá ser retirado da partida logo que o erro for descoberto, sem colocar os adversários em desvantagem. Nenhuma penalidade deverá ser aplicada pela participação ilegal do jogador. Se este jogador marcar uma cesta de campo, cometer uma falta ou sofrer falta de um adversário, a cesta de campo contará e a falta deverá ser considerada como uma falta de jogador.

          36.14   Exemplo

       A6 solicita uma substituição no lugar de A1. A bola torna-se morta como resultado de uma falta de A1 e A6 entra na partida. Os oficiais falham ao não notificar A1 que é a sua 5 ª falta. Mais tarde, A1 volta a entrar na partida como um substituto. A participação ilegal de A1 é descoberta após:

(a)  O cronômetro de jogo ter sido acionado enquanto A1 está participando como um jogador.

       (b)   A1 ter marcado uma cesta de campo.

       (c)   A1 ter cometido falta em B1.

(d)  B1 ter cometido falta em A1 durante um arremesso para uma cesta de campo não convertida.

                             INTERPRETAÇÃO

        Nenhuma penalidade deverá ser aplicada pela participação ilegal do jogador.

(a)  A partida deverá ser interrompida sem colocar a equipe B em desvantagem. A1 deverá ser retirado do jogo imediatamente e substituído.

       (b)   A cesta de campo de A1 contará.

(c)    A falta de A1 é uma falta de jogador e será penalizada de acordo. Ela será registrada na súmula de jogo no espaço à frente da sua 5ª falta.

       (d)   Falta de B1. Serão concedidos 2 ou 3 lances livres para o substituto de A1.

            36.15   Exemplo

         10 minutos antes do início da partida, uma falta técnica é sancionada para A1. Antes do início da partida, o técnico da equipe B designa B1 para tentar 1 lance livre, entretanto B1 não é um dos 5 jogadores que irão iniciar a partida.

                              INTERPRETAÇÃO

         Um dos jogadores designados como os 5 jogadores que irão iniciar a partida deverá tentar o lance livre. Nenhuma substituição pode ser concedida antes do tempo de jogo ter iniciado.

36.16 Determinação

        Sempre que um jogador simular uma falta (FAKE), os seguintes procedimentos devem ser aplicados:

        a) Sem interromper a partida, o oficial deverá fazer o sinal de simulação (FAKE) fazer o gesto de levantar com uma das mãos, duas vezes.

       b) Logo que o jogo for paralisado, uma advertência deverá ser comunicada ao jogador e ao técnico dessa equipe. Ambas as equipes terão direito a uma advertêncic.

       c) A próxima vez que um jogador dessa equipe simular uma falta (FAKE) uma falta técnica deverá ser sancionada. Isto também se aplica caso a partida não tenha sido paralisada para comunicar a simulação(FAKE) ao jogador ou ao técnico.

       Em casos excepcionais, que não tenham contato, poderá ser aplicada uma falta técnica direta ao jogador que simular, sem nenhum aviso anterior.

          36.17   Exemplo

       B1 marca A1 que está driblando, A1 faz um movimento repentino com sua cabeça dando a impressão que sofreu uma falta de B1. Mais tarde no jogo, A1 cai no piso dando a impressão que foi empurrado por B1.

                            INTERPRETAÇÃO

       O oficial faz uma advertência a A1 por sua simulação (FAKE) com a cabeça fazendo o gesto de levantar com uma das mãos, duas vezes. A1 deverá ser sancionado com uma falta técnica por sua simulação (FAKE) de cair no piso, como esta foi sua segunda simulação (FAKE) e não ocorreu uma interrupção do jogo para comunicar a advertência para A1 pela sua primeira simulação (FAKE)

         36.18   Exemplo

       B1 marca A1 que está driblando, A1 faz um movimento repentino com sua cabeça dando a impressão que sofreu uma falta de B1. Mais tarde no jogo, B2 cai no piso dando a impressão que foi empurrado por A2.

                            INTERPRETAÇÃO

       O oficial faz uma advertência a A1 e B2 por suas simulações (FAKE) fazendo o gesto de levantar com uma das mãos, duas vezes. Durante o próximo intervalo do jogo as advertências deverão ser comunicadas para A1, B2 e ambos os técnicos.

36.19 Determinação

        Quando um jogador cai no piso simulando uma falta (FAKE) a fim de conseguir uma vantagem por ter uma falta marcada injustamente em um adversário ou criar uma atmosfera antidesportiva entre os espectadores e os oficiais, tais comportamentos devem ser considerados como antidesportivos.

           36.20   Exemplo

        A1 está penetrando em direção à cesta quando B1 cai para trás no piso, sem nenhum contato ocorrer entre estes jogadores ou após um contato desprezível, seguido de uma exibição teatral de B1. Uma advertência para tal ação já foi comunicada aos jogadores da equipe B, através do técnico da equipe B.

                             INTERPRETAÇÃO

        Este comportamento é obviamente antidesportivo e atrapalha o bom andamento da partida. Uma falta técnica deverá ser sancionada contra B1.

36.21 Determinação

        Sérias lesões podem ocorrer pelo balanço excessivo dos cotovelos, especialmente nas situações de rebote e de jogador marcado de perto. Se tal ação resultar em contato, então uma falta pessoal pode ser sancionada. Se a ação não resultar em contato, uma falta técnica pode ser sancionada.

           36.22   Exemplo

        A1 obtém o controle de bola em um rebote e retorna ao piso. A1 é imediatamente marcado de perto por B1. Sem contato com B1, A1 balança os cotovelos excessivamente em uma tentativa de intimidar B1 ou de abrir espaço suficiente para girar, passar ou driblar.

                              INTERPRETAÇÃO

        A ação de A1 não está de acordo com o espírito e intenção das regras. Uma falta técnica pode ser sancionada contra A1.

36.23 Determinação

                  Um jogador deverá ser desqualificado quando forem sancionadas 2 faltas técnicas contra ele.

           36.24   Exemplo

        A1 cometeu sua 1ª falta técnica durante a 1ª metade do jogo por se pendurar no aro. Uma 2ª falta técnica é sancionada contra ele durante a 2ª metade do jogo por comportamento antidesportivo.

                              INTERPRETAÇÃO

        A1 deverá ser automaticamente desqualificado e deverá ir e permanecer no vestiário da equipe por toda a duração da partida ou, se assim desejar, ele deverá deixar o ginásio. Esta é a 2ª falta técnica e somente esta será penalizada e nenhuma penalidade adicional pela desqualificação deverá ser administrada. É o apontador que deverá notificar imediatamente um oficial quando um jogador tiver cometido 2 faltas técnicas e e deverá ser desqualificado.

36.25 Determinação

         Um jogador após ter cometido sua 5ª falta se torna um jogador excluído. Depois de ter cometido sua 5 ª falta quaisquer faltas técnicas sancionadas contra ele serão marcadas contra seu técnico e registradas na súmula de jogo como “B”. Isto também é válido caso uma das 5 faltas tenha sido uma falta técnica ou antidesportiva. Ele não está desqualificado e pode permanecer no banco de sua equipe.

            36.26   Exemplo

          B1 cometeu uma falta técnica durante o 1º período de jogo. No 4º período de jogo B1 cometeu sua 5a falta. No caminho para o banco de sua equipe B1 é sancionado com uma falta técnica.

                               INTERPRETAÇÃO

          Com sua 5 a falta B1 se tornou um jogador excluído. Quaisquer faltas técnicas marcadas contra ele serão registradas contra o técnico de sua equipe. B1 não está desqualificado.

             36.27   Exemplo

           B1 cometeu uma falta antidesportiva durante o 3o período de jogo. No 4o período de jogo B1 cometeu sua 5a falta. No caminho para o banco de sua equipe B1 é sancionado com uma falta técnica.

                               INTERPRETAÇÃO

          Com sua 5a falta B1 se tornou um jogador excluído. Quaisquer faltas técnicas marcadas contra ele serão registradas contra o técnico de sua equipe. B1 não está desqualificado.

36.28 Determinação

        Um jogador será desqualificado quando ele é sancionado com uma falta técnica e uma falta desqualificante.

           36.29   Exemplo

         A1 cometeu uma falta técnica durante a 1a metade do jogo por atrasar o jogo. Na segunda metade do jogo é sancionada uma falta antidesportiva contra A1 por uma falta dura contra B1.

                               INTERPRETAÇÃO

          A1 será automaticamente desqualificado e deverá ir e permanecer no vestiário da equipe por toda a duração da partida ou, se assim desejar, ele deverá deixar o ginásio. A falta antidesportiva é a única a ser penalizada e nenhuma penalidade adicional pela desqualificação será administrada. O apontador deve notificar imediatamente um oficial quando 1 jogador tenha cometido 1 falta técnica e uma falta antidesportiva e deverá ser desqualificado.

             36.30   Exemplo

          A1 cometeu uma falta antidesportiva durante a 2 metade do jogo por parar com um contato desnecessário o progresso da equipe ofensiva na transição. Na segunda metade do jogo é sancionada uma falta técnica contra A1 por uma falta simulação de falta (FAKE)

                                INTERPRETAÇÃO

           A1 será automaticamente desqualificado e deverá ir e permanecer no vestiário da equipe por toda a duração da partida ou, se assim desejar, ele deverá deixar o ginásio. A falta técnica é a única a ser penalizada e nenhuma penalidade adicional pela desqualificação será administrada. O apontador deve notificar imediatamente um oficial quando 1 jogador tenha cometido 1 falta técnica e uma falta antidesportiva e deverá ser desqualificado.

36.31 Determinação

         Um jogador técnico será desqualificado caso ele seja sancionado com as seguintes faltas:

          -  2  faltas técnicas como jogador.

          -  2  faltas antidesportivas como jogador.

          -  1  falta antidesportiva e 1 falta técnica como jogador.

   -  1  falta técnica como técnico, registrada como “C” e 1 falta antidesportiva ou falta técnica como jogador.

   - 2 faltas técnicas com técnico, registrada como “B” e 1 falta antidesportiva ou técnica como jogador.

          -  2  faltas técnicas como técnico, registradas como “C”.

   -  1  falta técnica como técnico, registrada como “C” e 2 faltas técnicas como técnico, registradas como “B”.

          - 3   faltas técnicas como técnico, registradas como “B”.

             36.32   Exemplo

          Jogador técnico A1 cometeu uma falta técnica como jogador durante o 1o período de jogo por simular uma falta (FAKE). No 4 o período A1 foi sancionado com uma falta técnica como técnico por seu pessoal comportamento antidesportivo, registrado como “C”.

                               INTERPRETAÇÃO

          O jogador técnico A1 será automaticamente desqualificado e deverá ir e permanecer no vestiário da equipe por toda a duração da partida ou, se assim desejar, ele deverá deixar o ginásio. A segunda falta técnica é a única a ser penalizada e nenhuma penalidade adicional pela desqualificação será administrada. O apontador deve notificar imediatamente um oficial quando um jogador técnico tenha cometido uma falta técnica como jogador e uma falta técnica como técnico e deverá ser desqualificado.

              36.33   Exemplo

           Jogador técnico A1 cometeu uma falta antidesportiva em B1 como jogador durante o segundo período de jogo por simular uma falta (FAKE). No segundo período, A1 foi sancionado com uma falta técnica como técnico por comportamento antidesportivo do fisioterapeuta de sua equipe, registrado como “B” e no quarto período foi sancionado com uma falta técnica para o substituto A6, registrada como “B” como técnico.

                                 INTERPRETAÇÃO

            O jogador técnico A1 será automaticamente desqualificado e deverá ir e permanecer no vestiário da equipe por toda a duração da partida ou, se assim desejar, ele deverá deixar o ginásio. A segunda falta técnica é a única a ser penalizada e nenhuma penalidade adicional pela desqualificação será administrada. O apontador deve notificar imediatamente um oficial quando um jogador técnico tenha cometido uma falta antidesportiva como jogador e 2 faltas técnicas em seu banco de equipe como técnico e deverá ser desqualificado.

              36.34   Exemplo

            Jogador técnico A1 cometeu uma falta técnica como técnico por seu pessoal comportamento antidesportivo durante o segundo período de jogo, registrada como “C”. No quarto período A1 cometeu como jogador uma falta antidesportiva em B1.

                                 INTERPRETAÇÃO

            O jogador técnico A1 será automaticamente desqualificado e deverá ir e permanecer no vestiário da equipe por toda a duração da partida ou, se assim desejar, ele deverá deixar o ginásio. A falta antidesportiva é a única a ser penalizada e nenhuma penalidade adicional pela desqualificação será administrada. O apontador deve notificar imediatamente um oficial quando um jogador técnico tenha cometido uma falta técnica pessoal como técnico e uma falta antidesportiva como jogador e deverá ser desqualificado

Adelson Leite Julião

Presidente




Adelson Leite Julião

Presidente

Versão para impressão