Federação  Cearense  de  BasketbalL

CBB deve sempre ouvir as Federações evitando intromissão indevida em suas autonomias

Fortaleza, 30 de janeiro de 2018

NOTA OFICIAL No 032/2018

Interpretações Oficiais das Regras Oficiais de Basquetebol

ART. 44  ERROS CORRIGÍVEIS

44.1   Determinação

        Para ser corrigível, o erro deve ser reconhecido pelos oficiais, oficiais de mesa ou comissário, se presente, antes que a bola se torne viva, depois da primeira bola morta, após o cronômetro de jogo ter sido acionado logo que o erro ocorreu. Isto é:

                 Erro ocorre durante uma bola morta                          O erro é corrigível

                Bola viva                                                                     O erro é corrigível

                Cronômetro de jogo é acionado ou continua ligado   O erro é corrigível

                Bola morta                                                                  O erro é corrigível

                Bola viva                                                                     O erro já não é mais corrigível

          Após a correção do erro, a partida deverá ser reiniciada e a bola deverá ser concedida para a equipe com direito à bola no momento em que a partida foi interrompida para corrigir o erro.

  44.2   Exemplo

B1 comete falta em A1 e esta é a quarta falta de equipe da equipe B. O oficial comete um erro por conceder 2 lances livres para A1. Após o último lance livre convertido, a partida continua e o cronômetro de jogo é acionado. B2 recebe a bola, dribla e faz uma cesta.

O erro é descoberto:

(a) Antes da bola estar à disposição do jogador da equipe A para uma reposição na linha final.

(b) Após da bola estar à disposição do jogador da equipe A para uma reposição na linha final.

INTERPRETAÇÃO

                   A cesta de B2 contará.

Em (a):  qualquer lance livre convertido será cancelado. O erro ainda é corrigível e a bola deverá ser concedida para a equipe A para uma reposição na linha final, onde a partida foi interrompida para corrigir o erro.

              Em (b):   o erro não é mais corrigível e a partida continua.

44.3   Determinação

       Se o erro foi de jogador errado tentar lance(s) livre(s), o(s) lances(s) livres(s) deverá(ão) ser cancelado(s). A bola deverá ser concedida para os adversários para uma reposição no prolongamento da linha de lance livre, a menos que a partida já tenha iniciado, e neste caso, a bola deverá ser concedida para uma reposição no local mais próximo de onde a partida foi interrompida, a menos que penalidades de outras infrações tenham que ser administradas.

       Se os oficiais descobrirem antes da bola ter saído das mãos do arremessador de lance livre para o primeiro ou único arremesso, que um jogador errado tem a intenção de tentar o(s) lance(s) livre(s), ele deverá ser imediatamente substituído pelo arremessador correto de lance livre, sem nenhuma sanção.

           44.4   Exemplo

         B1 comete falta em A1 e esta é a sexta falta de equipe da equipe B. São concedidos 2 lances livres para A1. Ao invés de A1, é A2 que tenta os 2 lances livres. O erro é descoberto:

        (a) Antes da bola ter deixado as mãos de A2 para o primeiro lance livre.

        (b) Após a bola ter deixado as mãos de A2 para o primeiro lance livre.

         (c) Após converter o segundo lance livre.

         INTERPRETAÇÃO

Em (a):  o erro é imediatamente corrigido e A1 tentará os 2 lances livres, sem nenhuma sanção para a equipe A.

Em (b): os 2 lances livres são cancelados e a partida deverá ser reiniciada com uma reposição para a equipe B, no prolongamento da linha de lance livre.

Em (c):  os 2 lances livres são cancelados e a partida deverá ser reiniciada com uma reposição para a equipe B, no prolongamento da linha de lance livre.

          O mesmo procedimento será aplicado se a falta de B1 for uma falta antidesportiva. Neste caso, o direito à posse de bola também é parte da penalidade e será cancelada, e a partida deverá ser reiniciada com uma reposição para a equipe B, no prolongamento da linha central, do lado oposto da mesa de controle.

            44.5   Exemplo

          B1 comete falta em A1 no ato de arremesso; em seguida, uma falta técnica foi cometida pelo técnico da equipe B. Ao invés de A1 tentar os 2 lances livres pela falta cometida por                    B1, é A2 que tenta todos os 3 lances livres. O erro é descoberto antes da bola ter deixado as mãos de A3, que está fazendo a reposição resultante da falta técnica do técnico da equipe B.

          INTERPRETAÇÃO

Os 2 lances livres que foram tentados por A2 ao invés de A1 deverão ser cancelados. O lance livre da penalidade de falta técnica foi legalmente feito por A2 e, portanto, o jogo deve ser reiniciado com uma reposição para a equipe A, no prolongamento da linha central, do lado oposto da mesa de controle.

44.6  Determinação

       Após o erro ser corrigido, a partida deverá ser reiniciada a partir do ponto de interrupção para corrigir o erro, a menos que a correção envolva conceder lances livres merecidos e:

   (a) Se não houver mudança de posse de bola da equipe após o erro ser cometido, a partida será reiniciada como após qualquer situação normal de lance(s) livre(s).

   (b) Se não houver mudança de posse de bola da equipe após o erro ser cometido, e a mesma equipe marcar uma cesta, o erro deverá ser desconsiderado e a partida será reiniciada como após qualquer situação normal de cesta de campo.

           44.7   Exemplo

         B1 comete falta em A1 e esta é a quinta falta de equipe da equipe B. Erroneamente, foi concedida uma reposição para A1, ao invés de 2 lances livres. A2 dribla a bola na quadra de jogo quando B2 tapeia a bola para fora da quadra de jogo.

         O técnico da equipe A solicita um tempo debitado. Durante o tempo debitado, os oficiais reconhecem o erro ou são avisados que 2 lances livres deveriam ter sido concedidos para A1.

         INTERPRETAÇÃO

         São concedidos 2 lances livres para A1 e a partida será reiniciada como após qualquer situação normal de lance(s) livre(s).

            44.8   Exemplo

          B1 comete falta em A1 e esta é a quinta falta de equipe da equipe B. Erroneamente, é concedida uma reposição para A1, ao invés de 2 lances livres. Após a reposição, A2 sofre falta de B1 em sua tentativa para uma cesta de campo não convertida e são concedidos 2 lances livres. É concedido um tempo debitado para o técnico da equipe A. Durante o tempo debitado, os oficiais reconhecem o erro ou são avisados que 2 lances livres deveriam ter sido concedidos para A1.

          INTERPRETAÇÃO

Serão concedidos 2 lances livres para A1 sem nenhum jogador ocupando as posições de rebote de lance livre. Então, A2 tentará 2 lances livres e a partida será reiniciada como após qualquer situação normal de lance(s) livre(s).

           44.9   Exemplo

          B1 comete falta em A1 e esta é a 5ª falta de equipe da equipe B. Erroneamente, foi concedida uma reposição para A1, ao invés de 2 lances livres. Após a reposição, A2 marca uma cesta de campo. Antes da bola se tornar viva, os oficiais reconhecem o erro.

          INTERPRETAÇÃO

          O erro é desconsiderado e a partida continuará como após qualquer situação normal de cesta de campo.

 

ART. 46   ÁRBITRO (CREW CHIEF): DEVERES E PODERES

Procedimentos para a aplicação da revisão pelo Sistema de Repetição Instantânea (SRI)

A FCB não adotará em 2018 o Sistema de Repetição Instantânea (SRI) – uso de imagens de TV – para possíveis decisões/correções sobre fatos ocorridos durante os jogos.

 

Adelson Leite Julião

Presidente

 




Adelson Leite Julião

Presidente

Versão para impressão