Interpretação oficial do Art. 35 das Regras Oficiais29/01/2018
Entrada em vigor nas competições de 2018

ART. 35   FALTA DUPLA

35.1 Determinação

         Sempre que houver decisões contraditórias dos oficiais ou infrações das regras ocorrerem aproximadamente ao mesmo tempo, e uma das sanções for cancelar uma cesta convertida, a sanção prevalece e nenhum ponto deverá ser concedido.

35.2   Exemplo

Enquanto A1 está em ato de arremesso, há um contato físico entre o arremessador A1 e B1. A bola entra na cesta. O árbitro líder sanciona uma falta de ataque contra A1 e, devido a isso, a cesta não contará. O árbitro seguidor sanciona uma falta defensiva contra B1 e, por isso, a cesta contará.

                      INTERPRETAÇÃO

Como os oficiais concordam com uma falta dupla, a cesta não contará. A partida deverá reiniciada com uma reposição para a equipe A, no prolongamento da linha de lance livre. A equipe A deverá ter somente o tempo que restava no relógio de 24 segundos, no momento em que a falta ocorreu.

35.3 Determinação

         As seguintes condições são necessárias para que as 2 faltas sejam consideradas como uma falta dupla.

        (a) Ambas as faltas são faltas de jogadores.

       (b) Ambas as faltas envolvem contato físico.

       (c) Ambas as faltas são entre dois adversários, um contra o outro.

        Ambas as faltas são cometidas aproximadamente ao mesmo tempo.

35.4   Exemplo

(a) Na disputa por uma posição, A1 e B1 estão empurrando um ao outro.

(b) Em um rebote, A1 e B1 estão empurrando um ao outro.

(c) Ao receber um passe de A2, A1 e B1 estão empurrando um ao outro.

                      INTERPRETAÇÃO

Uma falta dupla deverá ser sancionada em todas as 3 situações. Em uma reposição, a equipe A terá somente o tempo que restava no relógio de 24 segundos no momento em que a falta dupla ocorreu.

Voltar