Interpretação oficial do Art. 42 das Regras Oficiais30/01/2018
Em vigor em 2018

ART. 42  SITUAÇÕES ESPECIAIS

42.1   Determinação

Em situações especiais, com uma série de penalidades para serem administradas durante o mesmo período de cronômetro de jogo parado, os oficiais devem prestar especial atenção na ordem em que as violações ou faltas ocorreram, determinando quais penalidades serão administradas e quais serão canceladas.

  42.2   Exemplo

A1 tenta um arremesso em suspensão para uma cesta de campo. Enquanto a bola está no ar, soa o sinal do relógio de 24 segundos. Após o sinal, com A1 ainda no ar, B1 comete uma falta antidesportiva em A1 e:

(a) A bola não toca o aro.

(b) A bola toca somente o aro, mas não entra na cesta.

(c) A bola entra na cesta.

INTERPRETAÇÃO

Em todos os casos, a falta antidesportiva de B1 não poderá ser desconsiderada.

(a) A1 sofreu uma falta de B1 enquanto A1 estava em ato de arremesso. A violação do relógio de 24 segundos pela equipe A deverá ser desconsiderada como tendo ocorrido após a falta antidesportiva. Dois ou três lances livres deverão ser concedidos para A1, seguido por uma reposição para a equipe A no prolongamento da linha central, do lado oposto da mesa de controle.

(b) Não ocorreu uma violação do relógio de 24 segundos. Dois ou três lances livres deverão ser concedidos para A1, seguido por uma reposição para a equipe A no prolongamento da linha central, do lado oposto da mesa de controle.

(c) Dois ou três pontos e um lance livre adicional serão concedidos para A1, seguido por uma reposição para a equipe A no prolongamento da linha central, do lado oposto da mesa de controle.

  42.3   Exemplo

A1, em seu ato de arremesso para uma cesta de campo, sofre falta de B2. Depois, enquanto A1 ainda está em ato de arremesso, ele sofre falta de B1.

INTERPRETAÇÃO

A falta de B1 deverá ser desconsiderada, a menos que esta seja uma falta antidesportiva ou falta desqualificante.

  42.4   Exemplo

B1 comete uma falta antidesportiva contra A1. Após a falta, faltas técnicas foram cometidas pelo técnico da equipe A e pelo técnico da equipe B.

INTERPRETAÇÃO

Somente as penalidades iguais deverão ser canceladas na ordem em que ocorreram. Portanto, as sanções das faltas técnicas dos técnicos deverão ser canceladas. A partida deverá ser reiniciada com 2 lances livres para A1 e a posse de bola para a equipe A.

  42.5   Exemplo

Em uma cesta de campo convertida, B1 comete uma falta antidesportiva contra A1. Então, A1 comete uma falta técnica.

INTERPRETAÇÃO

A cesta de A1 contará. As penalidades da falta antidesportiva e da falta técnica (1 lance livre mais a posse de bola para ambas as equipes) se cancelam e a partida deverá ser reiniciada com uma reposição em qualquer local da linha final, como após qualquer cesta de campo convertida.

  42.6   Exemplo

Ao tentar obter uma posição livre, B1 empurra A1, e é sancionado com uma falta pessoal. Esta é a 3ª falta de equipe da equipe B. Mais tarde (não aproximadamente ao mesmo tempo), A1 golpeia B1 com seu cotovelo, sancionado como uma falta antidesportiva.

INTERPRETAÇÃO

Isto não é uma falta dupla, pois as faltas de B1 e A1 não ocorreram aproximadamente ao mesmo tempo. A partida deverá ser reiniciada com 2 lances livres para B1 e posse de bola para a equipe B.

  42.7   Exemplo

B1 comete falta pessoal no driblador A1, esta é a terceira falta da equipe B no período. Depois disso A1 arremessa a bola contra o corpo de B1 (mãos, pernas, peito, etc)

INTERPRETAÇÃO

A1 é sancionado com uma falta técnica. Para qualquer jogador da equipe B é concedido um lance livre seguido de uma reposição para a equipe B na linha central estendida do lado oposto da mesa de controle.

  42.8   Exemplo

B1 comete falta pessoal no driblador A1, esta é a quinta falta da equipe B no período. Depois disso A1 arremessa a bola de uma pequena distância diretamente no rosto de B1 (cabeça).

INTERPRETAÇÃO

A1 é sancionado com uma falta desqualificante e deverá se dirigir para o vestiário de sua equipe e permanecer enquanto durar a partida ou, se assim desejar, poderá deixar o ginásio. Ao substituto de A1 são concedidos 2 lances livres sem nenhum jogador posicionado para rebote. Depois disso, para qualquer jogador da equipe B serão concedidos 2 lances livres seguido de uma reposição para a equipe B na linha central estendida do lado oposto da mesa de controle.

  42.9   Exemplo

B1 comete falta pessoal no driblador A1, esta é a terceira falta da equipe B no período. Depois disso A1 arremessa a bola de uma pequena distância diretamente no rosto de B1 (cabeça).

INTERPRETAÇÃO

A1 é sancionado com uma falta desqualificante e deverá se dirigir para o vestiário de sua equipe e permanecer enquanto durar a partida ou, se assim desejar, poderá deixar o ginásio. Para qualquer jogador da equipe B serão concedidos 2 lances livres seguido de uma reposição para a equipe B na linha central estendida do lado oposto da mesa de controle.

  42.10  Exemplo

B1 comete falta pessoal no driblador A1, esta é a quinta falta da equipe B no período. Depois disso A1 arremessa a bola contra o corpo de B1 (mãos, pernas, peito, etc)

INTERPRETAÇÃO

A1 é sancionado com uma falta técnica. Para A1 são concedidos 2 lances livres sem nenhum jogador posicionado para rebote. Depois disso, para qualquer jogador da equipe B será concedido 1 lance livre seguido de uma reposição para a equipe B na linha central estendida do lado oposto da mesa de controle.

42.11 Determinação

        Se faltas duplas ou faltas com penalidades iguais são cometidas durante situações de lance livre, as faltas serão sancionadas, mas as penalidades não serão administradas.

          42.12 Exemplo

      São concedidos 2 lances livres para A1. Após o primeiro lance livre:

      (a) A2 e B2 cometem uma falta dupla.

      (b) A2 e B2 cometem faltas técnicas.

      INTERPRETAÇÃO

      As faltas deverão ser sancionadas contra A2 e B2 e após isso, A1 tentará o segundo lance livre. A partida será reiniciada normalmente como após qualquer último ou único lance livre.

          42.13 Exemplo

     São concedidos 2 lances livres para A1. Ambos os lances livres são convertidos. Após o último lance livre, mas antes da bola se tornar viva:

     (a) A2 e B2 cometem uma falta dupla.

     (b) A2 e B2 cometem faltas técnicas.

      INTERPRETAÇÃO

     Em ambos os casos, as faltas deverão ser sancionadas contra os jogadores envolvidos, depois a partida será reiniciada com uma reposição na linha final, como após qualquer último ou único lance livre convertido.

42.14 Determinação

         No caso de faltas duplas e após o cancelamento de penalidades iguais contra ambas as equipes, se não houver outras penalidades restantes para administração, a partida deverá ser reiniciada com uma reposição pela equipe que tinha o controle de bola ou que tinha o direito à bola antes da primeira infração.

         No caso de nenhuma equipe ter o controle de bola ou ter direito à bola antes da primeira infração, esta é uma situação de bola ao alto. A partida deverá ser reiniciada com uma reposição de posse alternada.

            42.15 Exemplo

        Durante o intervalo de jogo, entre o primeiro e o segundo período, os jogadores A1 e B1 cometem faltas desqualificantes ou o técnico da equipe A e da equipe B cometem faltas técnicas.

         A seta de posse alternada aponta para a:

         (a) Equipe A.

         (b) Equipe B.

         INTERPRETAÇÃO

   (a) A partida deverá ser reiniciada com uma reposição para a equipe A no prolongamento da linha central, do lado oposto da mesa de controle. No momento em que a bola toca ou é legalmente tocada por um jogador na quadra de jogo, a direção da seta de posse alternada deverá ser invertida em direção à equipe B.

         (b) O mesmo procedimento é seguido, começando com uma reposição para a equipe B.

Voltar