CBB repudia parceria LNB/CBC18/08/2020
Conheça os motivos.

CBB EMITE NOTA DE REPÚDIO Á PARCERIA LNB E COMITÊ BRASILEIRO DE CLUBES Transcrição


“ O basquete brasileiro viu na última semana um ato de completa sabotagem à base.

  Criado para ajudar no desenvolvimento e formação de atletas, o Comitê Brasileiro de Clubes (CBC), ao lado da Liga Nacional de Basquete (LNB), fecharam acordo para logística e hospedagem aos clubes profissionais.

 

Em 2020, no pré-pandemia, 26 Campeonatos Brasileiros Interclubes de Base estavam previstos. Com a queda na execução de verbas para a base, é provável que apenas dez sejam realizados em 2021, com redução drástica do número de categorias, crianças, árbitros e técnicos se desenvolvendo.

Em comunhão, as Federações Estaduais de basquete apóiam e concordam com o presidente da Confederação Brasileira de Basketall, Guy Peixoto, e consideram a opção do CBC uma vergonha para o esporte brasileiro.  Um país que após receber um ciclo olímpico, ano após ano, dilapida o investimento na base através de movimentos forjados às sombras e por interesses escusos.

Meramente políticos e sem qualquer preocupação com a formação de atletas. Pelo contrário.

A Liga Nacional de Basquete, que tanto se gaba por sua suposta organização, teve que recorrer a uma parceria que tira de crianças a oportunidade de intercâmbio e aprendizado, para dar a clubes profissionais passagens e hospedagens.

Muitos desses clubes, inclusive, contam com orçamentos acima de R$ 10 milhões ao ano, que bancam jogadores com salários merecidamente altos e que, sabe-se, já recebem dinheiro através de Leis de Incentivo municipais, estaduais ou federais. Nos últimos dias, nos bastidores, clubes formadores de todo o país começaram a se movimentar para recorrer à Justiça, mostrando-se contra uma parceria que seca o basquete de base em prol de um torneio profissional que deveria, após mais de dez anos, estar completamente organizado e sem depender de dinheiro público ou empréstimos internacionais, como o feito junto à NBA, para sobreviver.

Acreditamos que a bancada do esporte em Brasília está atenta e não deixará que isso avance sem resposta. A atitude do CBC, além de condenável, gera precedente perigoso para o esporte de base brasileiro. Através de uma brecha jurídica, o CBC acredita que tem a liberdade de investir dinheiro público como bem entende.

Um erro. O CBC surgiu como uma forma de equilibrar a base, aparelhar clubes formadores e trazer estrutura, com receita advinda do povo brasileiro. Mudar esse conceito, sem salvaguardar crianças e adolescentes e o seu direito ao esporte, é direção baixa e vergonhosa.”

 

  A FCB está solidária ao texto

 

 

Voltar